Publicado em 14 de Outubro de 2020 | 14h16m

Raia: 'Eu estou com 53 anos e tenho planos de ser mãe novamente'

‘Eu amo minha idade, e a sociedade tem que aprender a amá-la e a valorizá-la também’


Angelo Terto



 Eu falo sempre e não canso de repetir que estou no meu melhor momento, começando o segundo ato da minha vida. E o segundo ato é sempre o mais interessante, amor. Faço questão de sempre reforçar isso porque ainda tem muita gente que não se sente à vontade com a própria idade, que acredita nos rótulos que outras pessoas querem colocar, que acham mesmo que determinada roupa ou determinado corte de cabelo já não podem mais ser usados só por causa da sua idade.

Amor, não se deixe enganar por isso, não se deixe limitar por um número. Acredite, você é muito mais do que isso. Sei que é muito desafiador quando você está tentando se amar do jeito que é, mas olha para o lado e o mundo está tentando te enfiar em um rótulo, colocar você em uma caixinha para que ele faça sentido de você.

Vamos falar a verdade? Isto não te ajuda em nada. Pelo contrário: faz você duvidar de você, dos seus desejos... Eu amo minha idade, e a sociedade tem que aprender a amá-la e valorizá-la também. Eu entendo que é difícil nadar contra a maré. Mas é necessário, é preciso, é fundamental.

Na verdade, é questão de sobrevivência, amor. Viver pela expectativa ou pelo livro de regras dos outros é garantia apenas de frustração. Não estou falando que é fácil, que você vai levantar um dia e está pronto. Mas é preciso sacudir a poeira e dar a volta por cima todo dia. É preciso acreditar em você, além de desconstruir tudo que a gente cresceu ouvindo que seria a partir dos 50 anos.

Essa ideia de que a partir dos 50 anos você vai descansar, se preparar para os netos... Isso é coisa do passado. Eu estou com 53 anos e tenho planos de ser mãe novamente. Eu estou com 53 anos produzindo e atuando, lançando meu livro de memórias e minha fotobiografia. Eu estou com 53 anos e tentando entender todas as mudanças pelas quais a menopausa está me fazendo passar.

Eu estou com 53 anos e agradeço a maturidade que tenho hoje. Eu estou com 53 anos e continuo usando as roupas que eu quero, o corte de cabelo que eu quero, a maquiagem que eu quero. Eu estou com 53 anos e entendo que algumas coisas estão mudando em mim, mas isso não quer dizer que essas mudanças não sejam boas ou positivas.

Eu estou com 53 anos e agradeço todos os dias quando acordo por ter mais um dia começando. Eu estou com 53 anos e animada para tudo que vem pela frente!

Fonte: Vogue







COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE