Publicado em 20 de Julho de 2021 | 08h29m

JK Rowling diz que recebe ameaças de morte após acusação de transfobia

Escritora de Harry Potter publicou em seu Twitter uma mensagem que recebeu: "Eu desejo a você uma bomba caseira em sua caixa de correio"


Angelo Terto



Autora de Harry Potter, J.K Rowling revelou que tem recebido constantes ameaças de morte desde que passou a ser acusada de transfobia.

Na manhã desta segunda-feira (19/7), a escritora compartilhou em sua conta do Twitter um print com uma mensagem recebida na própria rede social. “Eu desejo a você uma bomba caseira em sua caixa de correio”, dizia o texto.

“Para ser justa, quando você não pode fazer com que uma mulher seja demitida, presa ou demitida pela editora, e cancelá-la só fez as vendas de seus livros subirem, só há realmente um lugar para ir”, escreveu Rowling sobre a mensagem.

Uma fã questionou se as ameaças eram por conta de seu posicionamento sobre pessoas trans. “Isso ainda é por causa dos seus comentários sobre a segurança de mulheres em banheiros/vestiários, já que homens podem usá-los por simplesmente dizer que se identificam como mulheres?”, perguntava a mensagem.

A autora respondeu: “Sim, mas agora centenas de ativistas trans ameaçaram me espancar, estuprar, assassinar e me bombardear. Percebi que esse movimento não representa nenhum risco para as mulheres”.

A autora de uma das séries mais famosas do mundo é acusada de transfobia desde 2019, quando defendeu Maya Forstater, uma pesquisadora que perdeu seu emprego após se posicionar contrária a uma lei que defendia que pessoas trans se identificassem com o gênero que preferirem.

Fonte: Metrópoles 







COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE