Publicado em 10 de Agosto de 2021 | 08h41m

Filha adotiva de Agnaldo Timóteo consegue na Justiça direito à herança do cantor

Após o falecimento do pai, Keyty chegou a ser retirada da casa onde morava com ele por conta dos desentendimentos com a Justiça.


Angelo Terto



O imbróglio envolvendo Keyty Evelyn, a filha de criação de Agnaldo Timóteo, parece que estar chegando ao fim. Em vida, o cantor, que faleceu em abril deste ano aos 84 anos, deu entrada em um processo de adoção para legalizar sua relação com a adolescente. Para a revista Quem, Timotinho Silva, sobrinho e assessor de imprensa do saudoso artista, informou que o processo foi finalizado.

Em seu testamento, Agnaldo manifestou o desejo de que metade de sua herança, que é avaliada em aproximadamente R$ 16 milhões, seja destinada à filha adotiva. Já outra parte deveria ser dividida entre seus dois afilhados e dois de seus seis irmãos, porém, os irmãos de Timóteo pediram a anulação do testamento, alegando que o canto estaria sem orientações.

Após o falecimento do pai, Keyty chegou a ser retirada da casa onde morava com ele por conta dos desentendimentos com a Justiça. Com toda a confusão, o advogado e inventariante do cantor, Sidnei Lobo Pedroso, garantiu o acesso de Keyty à parte da herança e ela retornou para a casa em julho.

Fonte: Istoé

Siga o Coluna Retratos nas redes sociais:

Instagram

Facebook

Grupo Coluna Retratos no Whatsapp

 







COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE