Publicado em 13 de Outubro de 2021 | 08h23m

Do esporte aos correspondentes: Veja os jornalistas já demitidos da Globo.

Roberto Paiva também saiu da Globo este ano; outros nomes já deixaram emissora.


Elen Carolina



 A Globo já passou por mudanças no jornalismo da emissora. Tanto a TV aberta como o canal fechado GloboNews viveu a dança das cadeiras com Giuliana Morrone, Heraldo Pereira, Julia Dualibi, Cesar Tralli, Leilane Neubarth , Aline Midlej e José Roberto Burnier envolvidos em novidades..

Mas há quem não possa comemorar as mudanças: nomes veteranos da emissora foram desligados após anos de casa. Entre eles, estão Ari Peixoto, Alberto Gaspar, Luís Fernando Silva Pinto, Fernando Saraiva e Roberto Paiva.

Só que bem antes da pandemia de coronavírus impactar os cofres da TV Globo, Faustão e Tiago Leifert decidirem sair e Marcos Mion chegar no entretenimento, a área jornalística já viu nomes saírem do "plim plim". Relembre os jornalistas já demitidos pela Globo.

Um dos primeiros nomes da turma de correspondentes da Globo iniciada com Sandra Passarinho, Luís Fernando Silva Pinto tinha mais de 40 anos de casa. Ele começou cobrindo a partir de Londres.

Seu principal trabalho foi como jornalista baseado em Washington, nos Estados Unidos. A demissão foi anunciada no ano passado com direito a despedida na GloboNews.

Conhecido em São Paulo, Roberto Paiva saiu da Globo ainda este mês. O jornalista começou sua carreira como correspondente em afiliadas da emissora no estado do Paraná.

No início do ano, José Raimundo foi o nome a ser desligado pela emissora. O repórter da TV Bahia trabalhava com reportagens na casa fazia 31 anos e, segundo ele, a decisão foi da empresa.

Correspondente em Londres, Fernando Saraiva deixou a Globo depois de 22 anos. O repórter comunicou a saída através das redes sociais. Ele não falou em demissão, apenas se referiu ao desligamento como um comum acordo entre ele e a Globo.

Mauro Naves era o repórter esportivo responsável por coberturas de campeonatos e até da seleção brasileira até 2019. O jornalista foi afastado e depois desligado quando seu nome foi envolvido no caso de Neymar e Najila. Mauro teria passado o telefone do pai de Neymar ao advogado José Edgar Cunha Bueno, ex-advogado de Najila, que acusava o jogador o atacante de estupro.

Principal nome da CNN Brasil, William Waack foi demitido da Globo em 2017 após ser afastado por fazer um comentário racista. Waack teve o contrato rescindido pela Rede Globo. Ele foi substituído por Renata Lo Prete.

Fonte: UOL

Clique nos links abaixo e siga o Coluna Retratos nas redes sociais:

 

 Instagram / Facebook / Grupo Coluna Retratos no Whatsapp


 

 







COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE