Publicado em 27 de Maio de 2022 | 08h29m

Cantor Zé Felipe é acusado de plágio por música 'Toma Toma Vapo Vapo'

Carlinhos Mutuca, compositor e cantor da música ‘Vip Vap’, registrada desde 2020, diz que o sertanejo plagiou sua música com ‘Toma Toma Vapo Vapo’. Ele pede indenização por plágio e danos morais.


Danieli Santos



A música ‘Toma Toma Vapo Vapo’ foi lançada em novembro de 2021 por Zé Felipe e está entre uma das mais tocadas da carreira do cantor, com 120 milhões de plays no Spotify e 193 milhões de views no Youtube.

De acordo com Mutuca, assim que ouviu a canção, percebeu a semelhança com o seu hit ‘Vip Vap’. O cantor, que mora em Bragança Paulista, se apresenta com a música desde 2016, quando participou de programas de TV, mas fez o registro em seu nome em 2020.


Na ação movida na 4ª Vara Cível em Bragança Paulista, Mutuca alega que a semelhança entre elas está na sonoridade da expressão que dá o título da música e a expressão, que faz referência a atos libidinosos. No documento entregue à Justiça, ele usa o refrão como comparativo.

Na sua canção, Mutuca canta:

Ela quer vip / Ela quer vap / Ela quer vip vip vip vip vap / Ela quer vip / Ela quer vap / Ela quer vip vip vip vip vap / Vip vap vip vap vip vap vip vap / Vip vap vip vap vip vap vip vap / Vip vap é cachaça louca / A mulher fica beba e tira a roupa / O que não era pra ver todo mundo já viu / Ela tirou a calcinha e mostrou / Chegou polícia no bar / Ela vai vestir a calcinha / Vip vap não vai mais tomar / Chegou polícia no bar / Ela vai vestir a calcinha / Vip vap não vai mais tomar / Ela quer vip / Ela quer vap / Ela quer vip vip vip vip vap

Na canção de Zé Felipe, no refrão o sertanejo canta:

Brota na minha casa, eu vou te dar um chá bem dado / Brota na minha casa, eu vou te dar um chá bem dado / Oh toma-toma, vapo-vapo / Dentro do seu quarto / Oh toma-toma, vapo-vapo / Dentro do meu quarto / Oh toma-toma, vapo-vapo / Toma rebolado / Oh toma-toma, vapo-vapo / Se liga bebê, ah / Oh toma-toma, vapo-vapo / Toma espolagem / Ah, toma, toma, toma / Dentro do meu quarto

Na ação, Carlinhos Mutuca alega que a canção do sertanejo Zé Felipe é uma ‘obra derivada’, o que cabe como plágio.

Mutuca pede indenização citando Zé Felipe, que canta o hit com ele, além dos compositores no registro da canção, a produtora e agravadora. Ele ainda pede R$ 30 mil em indenização por danos morais pelo plágio. O processo foi proposto em abril deste ano e ainda está em fase de citação dos envolvidos.

A defesa de Zé Felipe informou que "está elaborando defesa comprovando a improcedência no mérito do pedido".

Trend nas redes sociais
A dança do hit de Zé Felipe viralizou nas redes sociais e se tornou uma trend. No Tik Tok foram criados mais de 860 mil vídeos e a coreografia foi repetida por famosos como Gkay, Virgínia Fonseca, Larissa Manoela e Deolane Bezerra.

Com os famosos repetindo a dança, milhares de pessoas repercutiram a música também no Instagram, onde mais de 200 mil vídeos foram publicados com a música.

 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Angelica Dalavilla (@gehdalavilla)

 

 

 

Via:G1 







COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE